Make your own free website on Tripod.com

Meus artigos

Drogas, o que fazer

Principal
Vida sim, drogas não
Escolha a vida
Pastoral da sobriedade
A família diante das drogas
As drogas
Drogas, ou liberdade
Pastoral da sobriedade
Por onde começar
Congresso da sobriedade
Drogas, o que fazer
Meu amigo usa drogas
Fontes de prevenção
Maconha
Prevenção ao uso de drogas

Drogas - o que fazer?

 

Muitas vezes não imaginamos que nossos filhos possam encontrar-se envolvidos com as drogas. Porém as drogas podem encontrar-se mais perto do que supomos. A escola, as festas, os amigos e até o lar podem ser a porta de entrada para elas.

As drogas são um inimigo silencioso que joga qualquer um em um mundo de doenças, loucura e morte. Não importa a idade, sexo, condição social ou econômica. Acabam com a paz, a tranqüilidade e a segurança. Destroem a família moral, econômica e socialmente.

Quando falamos em drogas estamos pensando nas lícitas e ilícitas, inclusive alguns medicamentos. São drogas o álcool, o tabaco, a maconha, a cocaína, o crack, o extasis, as anfetaminas, os barbitúricos, os tranquilizantes, os inalantes (inclusive lança-perfume), o lsd, a heroína, o ghb, o poppers...

O perigo das drogas está em seus efeitos, a longo prazo. Não são percebidos por quem as consome pela primeira vez. Muitos jovens começam experimentando drogas de vez em quando e, pouco a pouco, vão aumentando a quantidade, até chegar à dependência, sem ter-se dado conta do processo e sem tê-lo desejado.

Indícios do consumo de drogas

Os pais podem perceber sinais que indicam a tendência de seus filhos para o consumo de drogas. Não se pode esquecer que alguns destes comportamentos são próprios da adolescência. Mas devemos ficar atentos se observarmos em nossos filhos estes comportamentos:

·        Trocar de amigos

·        Não levar os novos amigos para casa

·        Afastar-se da família e dos velhos amigos

·        Novas maneiras de comportar-se e de falar

·        Mudar a maneira de vestir e o tipo de música

·        Mudar o horário de chegar em casa

·        Perder o interesse pelo que fazia antes

·        Mudar de personalidade

·        Cair o rendimento escolar

·        Tornar-se mentiroso e evasivo

·        Dormir muito ou quase nada

·        Olhos avermelhados, pupilas dilatadas

·        Furto de dinheiro e objetos em casa

·        Isolamento.

Descobrir em tempo o consumo de drogas pode evitar que o jovem caia num abismo, do qual talvez nunca possa sair.

Como agir se descobrir que seu filho está usando drogas

Uma intervenção na hora certa e de maneira adequada dos pais pode evitar que seus filhos se tornem adictos, porém também uma intervenção inoportuna pode empurrá-los ainda mais para a drogadição. O que fazer?

·        Enfrentar o problema e não o negar

·        Controlar sua raiva e ressentimentos

·        Não agredir seu filho nem por palavras nem por ações

·        Dialogar com ele abertamente sobre como chegou nesta situação.

·        Demonstrar claramente seu amor por ele, seu afeto.

·        Deixar claro que você quer ajudá-lo a sair do problema e que o problema é dos dois.

·        Demonstrar afeto mas não transija com as drogas

·        Procurar orientação e ajuda especializada em tratamento de drogas.

Quem se vicia nas drogas, além de tratamento especializado, precisa de apoio da família. Nunca esqueça que o diálogo é o melhor caminho. O usuário de drogas é um doente. Não o abandone. Ele precisa de ajuda.

 

Nilo Momm

Membro da Equipe Nacional da Pastoral da Sobriedade da CNBB

Assessor da CNBB na redação do Texto-base da Campanha da Fraternidade de 2001

Membro da Equipe Arquidiocesana da Pastoral da Sobriedade de Florianópolis

Conselheiro do Conselho Municipal de Entorpecentes de Florianópolis - COMEM

Autor de:

Prevenção ao uso de drogas - Centro de Capacitação da Juventude - CNBB - 1998

Pastoral da Sobriedade - Edições Loyola - 1999

Escolha a Felicidade, vida sem drogas - Edições Loyola - 2000

Numerosos artigos e palestras.

Contato

nilomomm@yahoo.com.br

Publicado na Revista do LIC, Setembro de 2002, Florianópolis - SC

Fale comigo

Nilo Momm